agosto.png

Osu kejo òdún – Oitavo mês do ano | Ogun - Agosto


Primeira segunda-feira do mês
Òro Àwón Gbogbo Esá
Obrigação em homenagem a todos os ancestrais.
(Cerimônia restrita aos familiares da Casa de Òsùmàrè, às 23h)

Momento de celebrar por todos que já integraram a Casa de Òsùmàrè, mas não estão mais fisicamente presentes, agradecendo pelo legado recebido.


Terceiro sábado do mês
Ajòdún Òsùmàrè ati Yewa
Cerimônia em homenagem aos Òrìsà Òsùmàrè e Yewá
(Cerimônia pública, às 20h)
Esta é a celebração mais esperada do calendário anual, o momento de celebrar Òsùmàrè, o grande patrono do terreiro, e as divindades do panteão Dahomeano. Nesta cerimônia, solicita-se a Òsùmàrè, Òrìsà do encanto, senhor do arco-íris, e a Yewá, senhora do mistério e da beleza, para que protejam e alegrem nossas vidas.


Quarto domingo do mês
Boitá
Cerimônia em homenagem à Dan
(Cerimônia pública às 18h)

Homenagem aos voduns dahomeanos assentados na Casa de Òsùmàrè. Nesta ocasião, todos os iniciados, enfileirados, rodeiam as árvores sagradas representando uma grande serpente dando a volta na Casa.


Segundo domingo do mês
Ìsín Yewá ati Ìyá Sèkè
Cerimônia em homenagem a Òrìsà Yewá e a Ìyá Sèkè
Missa de Ação de Graças a N.ª S.ª Mont Serrat,
(Cerimônia pública, às 10h)

Nesta data, Yewá, a Òrìsà da beleza e Ìyá Sèkè, a divindade da visão, são louvadas em um ritual sincrético, no qual os filhos da Casa de Òsùmàrè fazem reverencias e pedem proteção.


Quarto sábado do mês
Ajòdún Igi Írókó Ati Òsanyìn
Cerimônia em homenagem aos òrìsà Írókó e Òsanyìn
(Cerimônia pública, às 20h)

Cerimônia durante a qual são louvados os òrìsà Òsanyìn, senhor da medicina e dos segredos das folhas, e o òrìsà Írókó, pai de todas as árvores, cujas raízes mantêm um elo mítico com a África e o òrun.


Primeira segunda-feira após o Boitá
Olubajé
Cerimônia em homenagem à Obaluayié
(Cerimônia pública, às 20h)

Cerimônia na qual o Senhor da terra é enaltecido e apaziguado. São feitas preces para que Ele afaste todas as doenças e enfermidades da comunidade. No decorrer da celebração, são oferecidas aos participantes as comidas que pertencem a este Òrìsà. O ritual tem o objetivo de garantir que nunca falte alimento aos presentes.